A Atuação da Podologia na Melhoria da Qualidade de Vida dos Pacientes com Acromegalia e Gigantismo

Conteúdo do artigo principal

Christiana Vargas Ribeiro
Lídia Guaraciaba Ferreira
Juliana Aparecida dos Santos Rocha
Marilde Maria de Novais da Silva
Stayomara Lores Silva
Elisângela Oliveira de Assis

Resumo

Acromegalia e o gigantismo são doenças de rara incidência, provocadas por tumores benignos da hipófise, que liberam hormônio do crescimento excessivamente. Dá-se o nome de gigantismo quando a patologia surge até a puberdade, e acromegalia quando ocorre na fase adulta, sem distinção entre os gêneros. Os portadores dessas doenças convivem com impactantes mudanças físicas como o aumento das extremidades, sobretudo dos pés, que acomete quase 100% dos pacientes, e as doenças sistêmicas concomitantes associadas são principalmente a hipertensão arterial e o diabetes mellitus, elevando o grau de morbimortalidade. O diabetes ainda pode conduzir a uma complicação recorrente, que é o pé diabético, aumentando os riscos de amputações nestes indivíduos. Equipes multidisciplinares são destacadas para tratar os pacientes acromegálicos e, neste estudo, o objetivo é evidenciar o papel do podólogo como profissional qualificado para atuar na análise e cuidado dos pés, promovendo a sua saúde, e auxiliando no seu bem-estar na sociedade.Neste artigo de revisão literária e caráter qualitativo, é feito um estudo bibliográfico sobre como a Podologia auxilia na qualidade de vida dos pacientes com acromegalia e gigantismo. Os resultados sugerem que a podologia é fundamental nas anamneses e exames clínicos dos pés, pois é feita de forma criteriosa, permitindo que o podólogo seja capaz de detectar as doenças por detalhes que passam desapercebidos por outros profissionais da saúde, e fazer o encaminhamento para o especialista, bem como tratar de todas as afecções dos pés destes pacientes, gerenciando pés de risco e auxiliando na prevenção de complicações de podopatias associadas.

Detalhes do artigo

Como Citar
Ribeiro, C. V., Guaraciaba Ferreira, L. ., dos Santos Rocha, J. A. ., de Novais da Silva, M. M. ., Lores Silva, S. ., & Oliveira de Assis, E. . (2021). A Atuação da Podologia na Melhoria da Qualidade de Vida dos Pacientes com Acromegalia e Gigantismo. REVISTA IBERO-AMERICANA DE PODOLOGIA, 3(1), E0582021, 1 - 5. https://doi.org/10.36271/iajp.v3i1.59
Seção
ARTIGOS EM FLUXO CONTÍNUO
Biografia do Autor

Lídia Guaraciaba Ferreira, Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Juliana Aparecida dos Santos Rocha, Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Marilde Maria de Novais da Silva, Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Stayomara Lores Silva, Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Elisângela Oliveira de Assis, Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Instituto Educacional São Camilo de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Referências

ABREU-LOMBA, Alín et al. Manifestaciones dermatológicas y enfermedades concomitantes en pacientes con acromegalia o gigantismo Dermatologic manifestations and comorbidities in patients with acromegaly or gigantism. 10 páginas- ano 2018Disponível em:<https://revistasocolderma.org >. Acesso em: 27 Set.2021.

BEGA, Armando et al. Melanoma maligno tipo lentiginoso acral in situ em homem adulto: relato de caso. REVISTA IBERO-AMERICANA DE PODOLOGIA, 1(2), 77 - 80.Disponível em:<https://doi.org/10.36271/iajp.v1i2.13> Acesso em: 27 Set.2021

BOERO, Laura E. et al . Biomarcadores de aterosclerosis e indicadores de resistência insulínica en pacientes acromegálicos no diabéticos. Rev. argent. cardiol., Buenos Aires , v. 76, n. 3, p. 173-179, jun. 2008 . Disponível em:<http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1850-37482008000300004&lng=es&nrm=iso >. Acesso em: 24 oct. 2021.

BRITO, José et al. Acromegalia e adenomas hipofisários.Diagnóstico e tratamento.Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia. Disponível em:<https://www.thieme-connect.com/products/ejournals/abstract/10.1055/s-0038-1625454> . Acesso em: 03 Out. de 2021.

CINTRA, M. Qualidade de vida em saúde de pacientes com acromegalia: um estudo comparativo no centro de referência da Bahia. Tese (Mestrado em Tecnologias em Saúde) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Salvador, p.125. 2019. Disponível em <https://repositorio.bahiana.edu.br:8443/jspui/handle/bahiana/3880> . Acesso em 04 Out. 2021.

CONITEC. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Acromegalia. Brasília-DF.Diário Oficial da União, 27 de fevereiro de 2013, Disponível em:

<http://conitec.gov.br/images/Relatorios/2019/Relatorio_PCDT_Acromegalia.pdf >

Acessado em: 12 Out.2021

DIETRICH, Marcelle et al.Diabetes melito e acromegalia: interações entre hormônio de crescimento e insulina. Rev. HCPA & Fac. Med. Univ. Fed. Rio Gd. do Sul ; 30(4): 321-326, 2010. Disponível em <http://hdl.handle.net/10183/159523> Acesso em: 27 Set. 2021.

DREVAL, A. et al. Prevalence of diabetes mellitus in patients with acromegaly, Endocrine Connections, 3(2), 93-98. Disponível em:<https://ec.bioscientifica.com/view/journals/ec/3/2/93.xml>. Acesso em: 27 Set. 2021.

FERREIRA, Nura et al. GUIA DE PATOLOGIAS UNGUEAIS PARA PODÓLOGOS.

Academia do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí-UNILAVI,Florianópolis,Santa Catarina - ano 2010- 21páginas. Disponível em <http://siaibib01.univali.br/pdf/Helen%20Keller%20Borba%20Pereira%20e%20Nura%20Ferreira%20Moretto.pdf> Acesso em :28 Set. 2021.

JALLAD, Raquel.S et al. Acromegaly in the elderly patient. Archives of Endocrinology and Metabolism [online]. 2019, v. 63, n. 6 , pp. 638-645. Available from: Disponível em:<https://doi.org/10.20945/2359-3997000000194>. Epub 10 Jan 2020. ISSN 2359-4292. https://doi.org/10.20945/2359-3997000000194. Acesso em: 27 Set.2021

KASUKI, Leandro et al. Determinants of morbidities and mortality in acromegaly. Archives of Endocrinology and Metabolism [online]. 2019, v. 63, n. 6, pp. 630-637. Available from: <https://doi.org/10.20945/2359-3997000000193 >. Epub 10 Jan 2020. ISSN 2359-4292. https://doi.org/10.20945/2359-3997000000193. Acesso em: 24 Set.2021

LÓPEZ, Daniel et al. Attitude and knowledge about foot health: a spanish view. Revista Latino-Americana de Enfermagem [online]. 2017, v. 25, e2855. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1518-8345.1643.2855 >. Epub 06 Abr 2017. ISSN 1518-8345. https://doi.org/10.1590/1518-8345.1643.2855. Acesso em: 15 Out.2021

NISHITAMA, Kota et al. "Missed diagnosis and delayed treatment of acromegaly in a patient with severe diabetes: A case report". Experimental and Therapeutic Medicine 20, no. 6 (2020): 264. Disponível em <https://doi.org/10.3892/etm.2020.9394>. Acesso em 24 Set. 2021.

OCAMPO, Paloma et al . Asociación entre cetoacidosis diabética y acromegalia. Medicina (B. Aires), Ciudad Autónoma de Buenos Aires , v. 78, n. 2, p. 131-133, abr. 2018 . Disponible en <http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0025-76802018000200013&lng=es&nrm=iso >. Acesso em: 24 oct. 2021.

OCHOA, Kattia.Vigo et al. Caracterização de pessoas com diabetes em unidades de atenção primária e secundária em relação a fatores desencadeantes do pé diabético. Acta Paulista de Enfermagem [online]. 2006, v. 19, n. 3 [Acessado 26 Outubro 2021] , pp. 296-303. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-21002006000300007 >. Epub 17 Set 2007. ISSN 1982-0194. Acesso em 26/10/2021.

PALUZZI, Alessandro et al. Epidemiology of acromegaly: review of population studies. Pituitary (2017) 20:4–9 DOI 10.1007/s11102-016-0754-x. Disponível em <https://link.springer.com/content/pdf/10.1007/s11102-016-0754-x.pdf>. Acesso em 25 Set. 2021.

PLAIS, K.; ANDREIA DOS SANTOS, C.; DE OLIVEIRA MARTINS, A. P.; CAROLINA SANTOS, J.; DA SILVA SANTOS, J.; GONÇALVES DA SOUZA, J.; DA SILVA, P.; DA SILVA MOREIRA, V. C.; RIBEIRO, C. V. A atuação do podólogo na equipe multidisciplinar e o impacto das úlceras venosas na qualidade de vida dos pacientes. REVISTA IBERO-AMERICANA DE PODOLOGIA, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 1 - 4, 2021. DOI: 10.36271/iajp.v3i1.55. Disponível em: <https://iajp.com.br/index.php/IAJP/article/view/55.> .Acesso em:22 Outubro 2021.

Revista Podologia .Revista Podologia.com . N° 89 - Dezembro 2019.Disponível em:

<http://www.revistapodologia.com/jdownloads/Revista%20Digital%20Gratuita%20Portugues/revistapodologia.com_089pt.pdf >

Acesso em : 17 Out.2021

Revista Podologia .Revista Podologia.com . N° 64 - Outubro de 2015.Disponível em:

<http://www.revistapodologia.com/jdownloads/Revista%20Digital%20Gratuita%20Portugues/revistapodologia.com_064pt.pdf >

Acessado em :27 Out.2021

SILVA, Cacilda.Leonardo et al. Agente Comunitário de Saúde (ACS) em Conjunto com a Podologia em uma Visão Multidisciplinar. Brasil. Revistapodologia.com _064pt_pododigi64_ PT.qxd n64. outubro 2015. Acesso em: 27/10/2021.

VIEIRA, Neto.Leonardo et al. Recomendações do Departamento de Neuroendocrinologia da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia para o diagnóstico e tratamento da acromegalia no Brasil. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia [online]. 2011, v. 55, n. 2, pp. 91-105. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0004-27302011000200001>. Epub 04 Maio 2011. ISSN 1677-9487. https://doi.org/10.1590/S0004-27302011000200001. Acesso em: 6 Novembro 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)